Retorne ao SPIN

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Wadih Damous: Devolve, Gilmar Mendes, devolve!


Foto: Carlos Humberto/ SCO/STF
Foto: Carlos Humberto/ SCO/STF
DEVOLVE, GILMAR MENDES!
do Facebook de Wadih Damous, sugerido por Gabriel Ciríaco Lira  
O Ministro Gilmar Mendes, mais uma vez, soltou o verbo em declarações lamentáveis.
Agora, aponta e “denuncia” que o Supremo Tribunal Federal corre o risco de se tornar uma corte bolivariana.
Fazendo coro com a onda que não quer respeitar o resultado das eleições presidenciais, “alerta” que o PT poderá ter indicado 10 ministros, com exceção dele próprio. Desrespeita, assim, os seus colegas de agora e os do futuro. Não menciona que, por exemplo, Joaquim Barbosa, Luiz Fux, Ayres Britto e Rosa Weber foram nomeados por governos petistas e condenaram os réus do chamado mensalão.
É inacreditável que um integrante do mais alto tribunal brasileiro se manifeste dessa forma. É bom lembrar que a manifestação destemperada pode não ser meramente ditada por motivos político-ideológicos. Os membros do Supremo querem a aprovação da PEC da Bengala que estende a aposentadoria compulsória dos 70 para os 75 anos.
Ao invés de sair do devido recato a que se deve submeter um membro de um tribunal supremo, por que Gilmar Mendes não aproveita e devolve os autos do processo da Adin da OAB que trata do financiamento privado das campanhas eleitorais? A maioria é irreversível e ele, que pediu vistas há meses, até hoje não os devolveu. Se continuar assim, o povo vai acabar preferindo um ministro bolivariano.
Devolve, Gilmar!
Wadih Damous é Presidente licenciado da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB e da Comissão da Verdade do Rio de Janeiro
Leia também:

Nenhum comentário: